miraculos

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

miraculos

miraculos

miraculos

miraculos

Thiago Alcântara categórico: «O futebol não termina no Barcelona»


Formado no Barcelona, Thiago Alcântara não se arrepende de ter trocado, no verão de 2013, o clube onde se fez futebolista por experiência no Bayern.

«Não me arrependo de ter saído do Barcelona. O futebol é mundial, não termina no Barça», realçou o médio de 25 anos, em declarações à Cadena Cope.

Antigo companheiro de equipa de Xavi Hernández, Thiago Alcântara vê como um «elogio» as comparações com o atual jogador do Al-Sadd.

«Não me importo nem um pouco que me comparem a uma lenda como Xavi», referiu.

Thiago Alcântara categórico: «O futebol não termina no Barcelona»


Formado no Barcelona, Thiago Alcântara não se arrepende de ter trocado, no verão de 2013, o clube onde se fez futebolista por experiência no Bayern.

«Não me arrependo de ter saído do Barcelona. O futebol é mundial, não termina no Barça», realçou o médio de 25 anos, em declarações à Cadena Cope.

Antigo companheiro de equipa de Xavi Hernández, Thiago Alcântara vê como um «elogio» as comparações com o atual jogador do Al-Sadd.

«Não me importo nem um pouco que me comparem a uma lenda como Xavi», referiu.

Thiago Alcântara categórico: «O futebol não termina no Barcelona»


Formado no Barcelona, Thiago Alcântara não se arrepende de ter trocado, no verão de 2013, o clube onde se fez futebolista por experiência no Bayern.

«Não me arrependo de ter saído do Barcelona. O futebol é mundial, não termina no Barça», realçou o médio de 25 anos, em declarações à Cadena Cope.

Antigo companheiro de equipa de Xavi Hernández, Thiago Alcântara vê como um «elogio» as comparações com o atual jogador do Al-Sadd.

«Não me importo nem um pouco que me comparem a uma lenda como Xavi», referiu.

Dana White: Donald Trump disse que iria ao UFC 205 se vencesse eleição

         Chefão do Ultimate, contudo, não conta com presença do presidente eleito dos EUA no Madison Square Garden: "Não percebeu quais seriam seus compromissos"

         O primeiro evento do Ultimate em Nova York pode ter uma ilustre presença no Madison Square Garden: o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump. Amigo pessoal do presidente do UFC, Dana White, o megaempresário teria dito ao mandatário da organização que pretendia comparecer à arena neste sábado caso vencesse as eleições. Trump derrotou Hillary Clinton pela posição prestigiosa na última terça-feira.

          - Donald originalmente me disse que viria à luta se vencesse. Acho que Donald não percebeu quais seriam seus compromissos caso vencesse. Acho que ele vai se reunir com o (Barack) Obama (atual presidente dos EUA) hoje. Não sei, veremos - revelou White ao site "TMZ" na noite de quinta-feira.
Trump, de fato, foi recebido por Obama nesta quinta na capital do país, Washington, DC, mas passou a maior parte da semana em Nova York, onde reside e vota. O polêmico candidato republicano foi um dos primeiros apoiadores do UFC quando o grupo composto por White e os irmãos Fertitta comprou a companhia, em 2001 - os primeiros eventos sob o comando do grupo foram realizados num dos cassinos de Trump em Nova Jersey, estado vizinho a Nova York, quando o MMA era ilegal na maior parte dos EUA.
Como retribuição, Dana White endossou sua campanha presidencial e discursou na convenção nacional do Partido Republicano. A vitória de Trump, contudo, foi alvo de protestos em Nova York durante a semana, o que poderia se repetir no Madison Square Garden caso o presidente eleito compareça. White deixou o amigo à vontade para decidir se aparece ou não.

        - Nenhuma pressão para vir, mas não seria ruim se ele viesse - declarou o chefão do UFC.
O canal Combate transmite o evento ao vivo e com exclusividade no sábado a partir de 21h30 (de Brasília). O Combate.com acompanha o evento em Tempo Real na íntegra, e transmite as duas primeiras lutas do card preliminar ao vivo.

Dana White: Donald Trump disse que iria ao UFC 205 se vencesse eleição

         Chefão do Ultimate, contudo, não conta com presença do presidente eleito dos EUA no Madison Square Garden: "Não percebeu quais seriam seus compromissos"

         O primeiro evento do Ultimate em Nova York pode ter uma ilustre presença no Madison Square Garden: o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump. Amigo pessoal do presidente do UFC, Dana White, o megaempresário teria dito ao mandatário da organização que pretendia comparecer à arena neste sábado caso vencesse as eleições. Trump derrotou Hillary Clinton pela posição prestigiosa na última terça-feira.

          - Donald originalmente me disse que viria à luta se vencesse. Acho que Donald não percebeu quais seriam seus compromissos caso vencesse. Acho que ele vai se reunir com o (Barack) Obama (atual presidente dos EUA) hoje. Não sei, veremos - revelou White ao site "TMZ" na noite de quinta-feira.
Trump, de fato, foi recebido por Obama nesta quinta na capital do país, Washington, DC, mas passou a maior parte da semana em Nova York, onde reside e vota. O polêmico candidato republicano foi um dos primeiros apoiadores do UFC quando o grupo composto por White e os irmãos Fertitta comprou a companhia, em 2001 - os primeiros eventos sob o comando do grupo foram realizados num dos cassinos de Trump em Nova Jersey, estado vizinho a Nova York, quando o MMA era ilegal na maior parte dos EUA.
Como retribuição, Dana White endossou sua campanha presidencial e discursou na convenção nacional do Partido Republicano. A vitória de Trump, contudo, foi alvo de protestos em Nova York durante a semana, o que poderia se repetir no Madison Square Garden caso o presidente eleito compareça. White deixou o amigo à vontade para decidir se aparece ou não.

        - Nenhuma pressão para vir, mas não seria ruim se ele viesse - declarou o chefão do UFC.
O canal Combate transmite o evento ao vivo e com exclusividade no sábado a partir de 21h30 (de Brasília). O Combate.com acompanha o evento em Tempo Real na íntegra, e transmite as duas primeiras lutas do card preliminar ao vivo.

Dana White: Donald Trump disse que iria ao UFC 205 se vencesse eleição

         Chefão do Ultimate, contudo, não conta com presença do presidente eleito dos EUA no Madison Square Garden: "Não percebeu quais seriam seus compromissos"

         O primeiro evento do Ultimate em Nova York pode ter uma ilustre presença no Madison Square Garden: o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump. Amigo pessoal do presidente do UFC, Dana White, o megaempresário teria dito ao mandatário da organização que pretendia comparecer à arena neste sábado caso vencesse as eleições. Trump derrotou Hillary Clinton pela posição prestigiosa na última terça-feira.

          - Donald originalmente me disse que viria à luta se vencesse. Acho que Donald não percebeu quais seriam seus compromissos caso vencesse. Acho que ele vai se reunir com o (Barack) Obama (atual presidente dos EUA) hoje. Não sei, veremos - revelou White ao site "TMZ" na noite de quinta-feira.
Trump, de fato, foi recebido por Obama nesta quinta na capital do país, Washington, DC, mas passou a maior parte da semana em Nova York, onde reside e vota. O polêmico candidato republicano foi um dos primeiros apoiadores do UFC quando o grupo composto por White e os irmãos Fertitta comprou a companhia, em 2001 - os primeiros eventos sob o comando do grupo foram realizados num dos cassinos de Trump em Nova Jersey, estado vizinho a Nova York, quando o MMA era ilegal na maior parte dos EUA.
Como retribuição, Dana White endossou sua campanha presidencial e discursou na convenção nacional do Partido Republicano. A vitória de Trump, contudo, foi alvo de protestos em Nova York durante a semana, o que poderia se repetir no Madison Square Garden caso o presidente eleito compareça. White deixou o amigo à vontade para decidir se aparece ou não.

        - Nenhuma pressão para vir, mas não seria ruim se ele viesse - declarou o chefão do UFC.
O canal Combate transmite o evento ao vivo e com exclusividade no sábado a partir de 21h30 (de Brasília). O Combate.com acompanha o evento em Tempo Real na íntegra, e transmite as duas primeiras lutas do card preliminar ao vivo.

Mensagens

Veja o Video de Momento